sexta-feira, 24 de julho de 2009

Sobre Nietzsche

Fazia tempo que não pegava nos meus estudos de filosofia.. Sei que já era pra ter começado a monografia, mas ainda nao sei sobre o que falar.. Hoje estava estudando sobre Frederich Nietzsche, (Deus esta morto, só esqueceram de enterrá-lo) essa foi a frase mais chocante e criticada dele! Quem nao conhece o contexto da época e seus pensamentos, julgam o cara como ateu e ponto final. Mas qd o filósofo proferiu isso, ele sabia que a religiao na época era um aspecto de hipocrisia, ele via religiosidade nas pessoas e não mudança de valores. O que Nietzsche queria era despertar a igreja para a inversão de valores morais e sociais, ele escreveu para uma sociedade que se preocupava mas consigo mesmo! Diante disso, vejo que Deus usou o Nietzsche como mula para falar com a igreja. Ele foi o profeta da época, mas a igreja não despertou, e nem tem feito nada com essa inversão. Hoje sofremos pra entender o pq do entra e sai de pessoas em nossas igrejas, nós questionamos métodos e procuramos respostas, mas não mudamos nada!! A inversão de valores q Nietzsche afirmava era isso.. q ainda continua se repetindo. Estudar filosofia me leva a questionar muito tudo ao meu redor, e é ai que nasce a construção do pensamento e consequentemente sou levada a analisar as questões da igreja, e entao observo e tenho ainda mais certeza do meu papel sacerdotal. O meu chamado aqui na Terra é promover o reino enquanto ainda é tempo, e isso inclui despertar mudança de valores nas pessoas. by: kary

Deixo pra vcs alguns dos pensamentos de Nietzsche:


"Nenhum vencedor acredita no acaso".

"O que nós fazemos nunca é compreendido, apenas louvado ou condenado".

"Um verdadeiro cientista tem consciência não do que sabe, mas, do quanto não sabe.


"Aquilo que não me destrói, fortalece-me"


"Se minhas loucuras tivessem explicações, não seriam loucura"


"Aquilo que se faz por amor está sempre acima do bem e do mal"


Sobre filosofia: Os filósofos têm apenas interpretado o mundo de maneira diferente,porém a questão é transformá-lo. A compreensão humana não é um exame desinteressado, mas recebe infusões da vontade e dos afetos; disso se originam ciências que podem ser chamadas “ciências conforme a nossa vontade”. Pois um homem acredita mais facilmente no que gostaria que fosse verdade. Assim, ele rejeita coisas difíceis pela impaciência de pesquisar; coisas sensatas, porque diminuem a esperança; as coisas mais profundas da natureza, por superstição; a luz da experiência, por arrogância e orgulho; coisas que não são comumente aceitas, por deferência à opinião do vulgo. Em suma, inúmeras são as maneiras, e às vezes imperceptíveis, pelas quais os afetos colorem e contaminam o entendimento. "Um filósofo é um homem que experimenta, vê, ouve, suspeita, espera e sonha constantemente coisas extraordinárias. (...) Um filósofo, ah, um ser que foge, muitas vezes para longe de si mesmo, muitas vezes tem medo de si mesmo, mas que é demasiado curioso para que não 'volte sempre a si'". Karl Marx


Um comentário:

Agent Maverick disse...

Nossa Kary...

Mto 10!!!
Sou fascinado por psicologia, e sei que filosofia faz parte do cotidiano de quem quer amadurecer e crescer espiritual e mentalmente, questionar tudo e todos, saber e acreditar em quem é Deus, o que Fez e o que Faz!

Se já sabe o seu DOM, permaneça e evolua-o, Deus anseia muito por sua melhora em algo tão preciso que Ele te deu.

Bju Mav